quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Aquilo que é bom, e de verdade, e forte, e importante – coisa ou pessoa – na sua vida, isso não se perde.”
(Caio Fernando Abreu)
Tenho um amor fresco e com gosto de chuva e raios e urgências. Tenho um amor que me veio pronto, assim, água que caiu de repente, nuvem que não passa. Me escorrem desejos pelo rosto pelo corpo. Um amor susto. Um amor raio trovão fazendo barulho. Me bagunça. E chove em mim todos os dias.

( Caio f Abreu )
Andei tão Perdido por Aí .
Que Ultimamente me Encontro entre a Linha da Felicidade e o Amor.
"O mundo pode continuar feio que eu vou continuar sentindo coisas bonitas."
(Tati Bernardi)



"Ninguém perde um amor, o amor está dentro, a gente só muda o foco."
(Marla Queiroz)





Dentre as Incertezas, Desilusões da vida, Encontros e Desencontros.
Meu maior desejo é vencer e não Abrir Mão de Ser Feliz.

Nada de metade da Laranja, Tampa da Panela.
Não Existe a pessoa perfeita, Existe aquele (a) que vai aceitar os teus defeitos,
Amar as tuas Virtudes e te completar.
São nesses dias difícieis , que meu coração se aproxima mais de Deus
"Rir como criança, ouvir canto de passarinho, sarar de resfriado, escrever um poema de amor, que nunca será rasgado." (Drummond)

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

"Não posso reclamar das tragédias de minha vida, foram delas que tirei as melhores lições e inspirações. O que seriam de minhas vitórias se não houvessem as minhas derrotas? E eu não sei até que ponto vai o meu masoquismo em busca de novas inspirações, apenas sinto que devo me arriscar, se der certo surge um sorriso, se não der nasce um poema. Sempre se ganha algo quando se vê o mundo com olhos de poeta."

terça-feira, 11 de outubro de 2011

terça-feira, 4 de outubro de 2011


Ao mesmo tempo, alguma coisa em mim não consegue desistir, mesmo depois de todos os fracassos. E tento, tento. […] Não desisto. Um dia, um dia, quem sabe? Pode ser que esteja no escrever a resposta de tudo o que persigo. Acreditar, só preciso acreditar um pouco mais em mim. /CaioF.
Mas ele não queria, acho que ele não queria, e eu não tive tempo de dizer que quando a gente precisa que alguém fique a gente constrói qualquer coisa, até um castelo! /CaioF.
Vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como quem brinca somente. /CaioF.
Amor não resiste a tudo, não. Amor é jardim. Amor enche de erva daninha. /CaioF.
Amanhã é dia de nascer de novo. /Caio F.
Fazia muito tempo que eu não tinha vontade de sorrir para nada nem para ninguém, então era extraordinário que ele conseguisse assim perturbar os cantos de meus lábios. /CaioF
Ou me quer e vem, ou não me quer e não vem. Mas que me diga logo pra que eu possa desocupar o coração. Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida. E não darei. Não é mais possível. Não vou me alimentar de ilusões. Prefiro reconhecer com o máximo de tranqüilidade possível que estou só do que ficar a mercê de visitas adiadas, encontros transferidos. /Caio F. Abreu



Acredito que arrumar a bagunça da vida é como arrumar a bagunça do quarto. Tirar tudo, rever roupas e sapatos, experimentar e ver o que ainda serve, jogar fora algumas coisas, outras separar para doação. Hora de deixar ir. /CaioF.




Tomara que a gente não desista de ser quem é, por nada nem ninguém deste mundo. Que reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades… Que mesmo quando estivermos doendo, não percamos nem o sonho, a idéia da alegria. Tomara que apesar dos apesares, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz. /CaioF.
Inconscientemente, parecia querer buscar em autores, filmes e músicas, algum tipo de consolo . Como se alguém precisasse chegar bem perto do sofá, onde estava, colocar um das mãos em seu ombro e dizer que aquilo era normal . Que acontecia também com outras pessoas . E que iria passar (…) /CaioF.

Não é plantado no mesmo lugar, caminhando sempre pelas mesmas ruas, repetindo (…) os mesmos programas,que você vai conhecer pessoas novas. 
Não é raro, tropeço e caio. Às vezes, tombo feio de ralar o coração todinho. Claro que dói, mas tem uma coisa: a minha fé continua em pé. /Caio F.
Não fomos felizes para sempre. Nem infelizes. /CaioF.

Temos de ver todas as cicatrizes como algo belo. Combinado? Este vai ser o nosso segredo. Porque, acredite em mim, uma cicatriz não se forma num morto. Uma cicatriz significa: “Eu sobrevivi”. /CaioF.
E que seja permanente essa vontade de ir além de tudo que me espera /Caio Fernando Abreu.
Certas coisas são tão evidentes, apesar de inexplicáveis, que a gente não pode deixar de acreditar. /CaioF





Supere isso e, se não puder supe­rar, supere o vício de falar a respeito.
Caio F.





Não tem nada que consiga remediar a dor da perda.
Caio Fernado Abreu.
Descobri que somos muitíssimo mais capazes de suportar a dor do que supomos. /CaioF.
Só uma coisa era fundamental (e dificílima): acreditar. /CaioF
Nunca é tarde, às vezes é apenas cedo demais.
Caio Fernando Abreu




Era frio. Não sei dizer se fazia mais frio do lado de fora da minha blusa ou dentro do meu coração. Provavelmente competiam. /CaioF.
Tudo volta! E voltam mais bonitas, mais maduras, voltam quando tem de voltar, voltam quando é pra ser.
Caio F. Abreu



Me mande mentalmente coisas boas, tenho tido dias tão difíceis. /CaioF.





Rezo a Deus não pedindo cargas mais leves, e sim ombros mais fortes.
Caio F.


Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você.
Caio Fernando Abreu.
Acorde, garota! Você é linda, inteligente, tem um ótimo perfume e seus olhos brilham mais que um punhado de purpurina. Por que chora? Perdeu em alguma esquina seu encanto?! Ninguém pode tirar de você seu mais belo sorriso, motivo de idas e vindas saltitantes. Coloque sua música favorita para tocar, respire fundo e faça o que de melhor sabe fazer: ser você.
Caio Fernando Abreu
Quando eu acreditei que seria sincero, acabei me deparando com o que costumo chamar de “decepção” ou “tapa na cara”. Sabe aquela escorregada que você precisa dar pra aprender a levantar? Então, é disso que estou falando. /CaioF.
Mas se eu tivesse ficado, teria sido diferente? Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais -por que ir em frente? Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia –qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido.Eu prefiro viver a ilusão do quase, quando estou “quase” certa que desistindo naquele momento vou levar comigo uma coisa bonita. Quando eu “quase” tenho certeza que insistir naquilo vai me fazer sofrer, que insistir em algo ou alguém pode não terminar da melhor maneira, que pode não ser do jeito que eu queria que fosse, eu jogo tudo pro alto, sem arrependimentos futuros! Eu prefiro viver com a incerteza de poder ter dado certo, que com a certeza de ter acabado em dor. Talvez loucura, medo, eu diria covardia, loucura quem sabe! /CaioF
Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. /CaioF.
Nem que eu lute contra mim todos os dias. As coisas vão mudar. /CaioF.