quarta-feira, 4 de maio de 2011




 Que não sejamos como as  árvores, grandes e atraentes, que quando passa o vento forte elas desabam, e sim como as plantas rasteiras pequenas e de beleza humilde, que quando o vento sopra elas se dobram em adoração, e diante de tanto amor logo estão de pé novamente.

2 comentários:

  1. Que linda, adorei o seu blog, Itauanny. Já estou seguindo. Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Que booom que vocee gostou, fique a vontade! :)

    ResponderExcluir